novembro 4, 2021
Aspen Network of Development Entrepreneurs (ANDE) chama líderes da COP26 para ação

Este conteúdo também está disponível em: English

ANDE Convoca Líderes da COP26 para Ação

Conforme a COP26 é inaugurada em Glasgow, pedimos que os líderes mundiais reconheçam e apoiem a contribuição das Pequenas Empresas em Crescimento (PECs) no combate às mudanças climáticas como atores-chave ao lado do governo e de grandes corporações. As pequenas e médias empresas (PMEs) constituem 90% das empresas, são responsáveis por mais de 50% dos empregos em todo o mundo e 40% do PIB nas economias em desenvolvimento. As pequenas empresas não apenas criam empregos, mas também podem desenvolver e fornecer soluções para nos ajudar a zerar as emissões mais rápido. Se as pequenas empresas, especialmente aquelas que desenvolvem e fornecem soluções climáticas, forem ignoradas nas decisões de financiamento do clima na COP26 e futuramente, uma transição justa para uma economia mundial de emissões líquidas zero é simplesmente impossível.

A ANDE quer ver as Pequenas Empresas em Crescimento totalmente apoiadas para otimizar seu papel nos esforços de mitigação, adaptação local e apoiar uma transição econômica justa. Para que as pequenas empresas atinjam todo o seu potencial no combate às mudanças climáticas, os líderes mundiais precisam:

  • Tornar o financiamento climático acessível às pequenas empresas: Isso significa aumentar o financiamento para adaptação e alocar financiamento climático que atenda às necessidades das pequenas empresas. Os empreendedores verdes precisam ser apoiados com os tipos certos de capital, como capital de baixo custo e paciente, e assistência técnica para ajudá-los a otimizar suas oportunidades de crescimento.
  • Acelerar as aceleradoras e incubadoras: Cerca de 25 incubadoras e aceleradoras climáticas foram localizadas fora dos países da OCDE nos últimos anos, de acordo com a Global Accelerator Learning Initiative (GALI). Isso é inaceitável, dada a urgência da transição necessária globalmente. Precisamos de investimentos rápidos para ajudar a acelerar e apoiar as inovações necessárias nos países em desenvolvimento para mitigar e se adaptar ao aquecimento global e construir a resiliência da comunidade local. Inovações consistentes com Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDCs) e planos de adaptação nacionais devem ser amplamente geradas e dimensionadas localmente. Pouquíssimos governos consultaram um de seus maiores recursos próprios para inovação – o setor de pequenas empresas em seus próprios países. A criação de ambientes propícios para apoiar essa inovação local e empreendedorismo é essencial. Isso significa aumentar o número de incubadoras e aceleradoras de tecnologia climática nos países em desenvolvimento.
  • Investir em empreendedoras verdes: As mulheres produzem 80% dos alimentos nos países em desenvolvimento e correm maior risco com os efeitos das mudanças climáticas. Elas também são agentes de mudança. Investir em mulheres empreendedoras verdes é um bom negócio e um imperativo climático e social.
  • Mensuração com qualidade: As métricas ESG são insuficientes para investidores focados em pequenas empresas e para as próprias empresas, onde os custos de compliance são inviáveis. Precisamos de métricas de clima adequadas baseadas nas realidades que as pequenas empresas vivem e para usar o melhor das novas tecnologias (por exemplo, sensores para coleta automatizada de dados) para ajudar a medir e gerenciar de forma adequada.

A transição justa para emissões líquidas zero que devemos alcançar também significa que as pequenas empresas precisam reduzir suas próprias emissões, avaliar a sustentabilidade da sua cadeia de abastecimento e adotar um modelo de economia circular, quando viável. Todos têm que fazer sua parte para desencadear uma “revolução verde” nos ecossistemas de empreendedorismo das economias em desenvolvimento do mundo.

Para obter mais informações sobre como os empreendedores verdes estão lidando com as mudanças climáticas nos países em desenvolvimento, leia o relatório da ANDE: Empreendedorismo Climático em Economias em Desenvolvimento: Apoiando Empreendedorismo para Combater as Mudanças Climáticas – ANDE (andeglobal.org)

Para obter mais informações sobre como os financiadores estão abordando as barreiras e oportunidades para financiar empreendedores verdes, leia o relatório da ANDE: Empreendedorismo Climático em Economias em Desenvolvimento: Perspectivas do Financiador em Abordagens, Desafios e Oportunidades – ANDE (andeglobal.org)

Para obter mais informações sobre como os membros da ANDE estão enfrentando as mudanças climáticas, leia o relatório da ANDE: Empreendedorismo climático em economias em desenvolvimento: um olhar sobre o apoio dos membros da ANDE ao empreendedorismo climático – ANDE (andeglobal.org)